Blog

​De mãos dadas: a relação entre Ortodontia e Fonoaudiologia​

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Todos sabemos que problemas dentários podem causar dificuldades na fala e que problemas fonoaudiológicos prejudicam o tratamento ortodôntico. Mas até que ponto a Ortodontia e a Fonoaudiologia se unem? Além de ser possível e, muitas vezes, necessário o tratamento simultâneo com especialistas dessas duas áreas, as noções de Fonoaudiologia por parte do ortodontista são cruciais na sua atuação. Continue conosco e entenda como essas especialidades se correlacionam. ​

O que fonoaudiólogos e ortodontistas têm e fazem em comum?

​Como ambos os profissionais tratam as mesmas estruturas faciais, é frequente o trabalho em conjunto ou paralelo nos casos nos quais a mal oclusão, condição em que anormalidades no alinhamento entre os dentes da arcada superior e inferior impossibilitam o indivíduo de manter a respiração nasal, a boca fechada e/ou a postura correta da língua, afeta a fala e a respiração ou vice-versa.  ​

​Desse modo, além de analisar o desenvolvimento ósseo e a possibilidade de anomalias, o ortodontista pode identificar a necessidade de fonoterapia para que a língua não empurre os dentes e comprometa o tratamento ortodôntico e diagnosticar problemas fonoaudiológicos, como língua presa. No último caso, em que os movimentos da língua são limitados pela membrana que fica embaixo dela, ele mesmo avalia se fará uma cirurgia de frenotomia. Se há indicação para acompanhamento com fonoaudiólogo, este realiza a reeducação dos lábios, do posicionamento lingual e da função muscular do paciente para sucesso ao tratar a mordida e o alinhamento com o outro profissional. ​

Já o profissional da Fonoaudiologia, ao examinar seu paciente e perceber que a função não condiz com a forma anatômica, indica intervenção da Ortodontia. A partir daí, o ortodontista estuda a melhor forma de favorecer a respiração nasal ou melhorar a mastigação, por exemplo, auxiliando no tratamento fonoaudiológico. Em alguns casos, se o fonoaudiólogo é especialista em motricidade oral, ele próprio se encarrega de cuidar das regiões orofacial e cervical. ​

​Agora que há mais clareza sobre a inter-relação entre essas duas ciências, é possível compreender a importância de conhecimentos sobre aspectos fonéticos e fonoaudiológicos por parte do ortodontista. A Especialização em Ortodontia da ABO Sorocaba explora a fundo esse e outros componentes curriculares para uma formação completa, com corpo docente referência na Odontologia. Se o seu interesse é se especializar nessa área, não perca a oportunidade. ​

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

CRO-SP 49116