Blog

Implante zigomático: O que você precisa saber?​

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Os avanços tecnológicos na área odontológica têm facilitado o tratamento de muitas patologias que afetam o osso maxilar, influenciando na saúde da boca. Muitos procedimentos complexos podem ser planejados, tornando a cirurgia bem mais tranquila para o paciente e também para o profissional. ​

O implante dentário, uma das evoluções odontológicas, é uma das soluções que revolucionaram a saúde bucal, mantendo a boca com todas as suas funcionalidades e bonita. A técnica é utilizada quando os pacientes apresentam perda de dentes. ​

Para oferecer o melhor tratamento em implantes, o cirurgião-dentista, além de experiente, precisa estar atualizado sobre as novidades no setor e sempre se capacitar. Afinal, não existe apenas um tipo de implante e o profissional deve saber disso para decidir qual deles atende às necessidades do seu paciente. ​

implante zigomático é um dos vários métodos da cirurgia que reconstroem a dentição. Conheça mais sobre esse procedimento cirúrgico. ​

O que é implante zigomático?

Recuperar o sorriso é tudo o que deseja quem teve perdas dentárias. Mas nem todos os pacientes podem ser submetidos a implantes normais. Esse é o caso de muita gente que teve perda óssea por causa de alguma inflamação ou perdeu os dentes há muitos anos. ​

Para pessoas com essas características, a opção mais adequada é o implante zigomático. Esse procedimento é considerado especial porque atende à demanda de pacientes impossibilitados de receberem um tratamento comum. ​

Na técnica especial, os pilares protéticos são bem longos para serem fixados no osso zigomático, popularmente conhecido como maçã do rosto. Além disso, o ápice é travado na porção densa do osso zigomático, com a utilização de chaves e instrumentos especiais. ​

O implante zigomático facilitou muito a restauração do sorriso e da função mastigatória de muitos pacientes. Há alguns anos, a única opção era fazer enxertos e transplantes ósseos com a finalidade de fixar os implantes. Essas duas técnicas eram muito desconfortáveis para quem se submetia a ela, sem falar da sua complexidade. Por causa disso, muita gente desistia do tratamento.  ​

Outra diferença do implante normal para o especial, é que a cirurgia para implante zigomático é realizada no hospital, com o acompanhamento de um médico anestesista. Para ter sucesso no procedimento, o cirurgião-dentista precisa conhecer e seguir todas as orientações e protocolos técnicos adequados. ​

Quem deve fazer a cirurgia de implante zigomático? 

Para saber identificar a quem o procedimento cirúrgico é adequado, o cirurgião-dentista deve ter bastante experiência e ser bem qualificado. Antes de qualquer coisa, o profissional deve avaliar o cliente, criteriosamente, por meio de uma bateria de exames, como Raio-X.​

Já para aprender a realizar a cirurgia, o dentista precisa treinar bastante em modelos prototipados e/ou cadáveres e começar como auxiliar de um dentista experiente no assunto. Quanto mais se especializar, mais confiança para indicar a cirurgia para a pessoa certa.​

Um dentista especializado saberá que o implante zigomático ocorre nos seguintes casos: ausência severa do osso maxilar e quando a reconstrução com enxerto é complicada. ​

Benefício do implante zigomático

O procedimento traz várias vantagens para os pacientes e poder proporcioná-las é o benefício e a realização de qualquer cirurgião-dentista. Entre as vantagens, estão:​

  • A colocação da prótese é muito rápida;​
  • Mais seguro, porque a prótese fica fixa, não correndo o risco de se deslocar; ​
  • O custo do tratamento é mais em conta; ​
  • Diferentemente dos enxertos ósseos, o implante zigomático é menos invasivo;​
  • Recuperação mais rápida.​

Curso de implante zigomático

Quer se destacar no mercado e oferecer aos seus pacientes um tratamento mais eficiente para recuperar o sorriso e a função dentária? Então está na hora de se especializar. ​

A Associação Brasileira de Odontologia subseção Sorocaba (ABO) preparou para você o curso “Imersão – Maxila Atrófica com ênfase em Implante Zigomático”. O objetivo do programa é compartilhar uma filosofia de planejamento reabilitador, possibilitando aos alunos um amplo conhecimento das indicações das Fixações Zigomáticas.    ​

A capacitação é voltada para cirurgiões-dentistas e tem duração de quatro dias, com aulas teóricas e práticas, como: ​

  • Introdução ao tratamento de maxilas atróficas;​
  • Técnicas de instalação de implantes zigomáticos;​
  • Cirurgias de Maxilas Atróficas utilizando a técnica de “aproach palatino”, realizadas pelos alunos sob supervisão dos professores da equipe;​
  • Prótese: confecção, provas e instalação das próteses com carga imediata feitas nos dias anteriores;​
  • Cirurgias em pacientes previamente selecionados.​

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

CRO-SP 49116